Cosméticos e Alimentos Orgânicos. Por que você deveria prestar atenção.

Cada vez mais os produtos usados na nossa comida e nos cosméticos que usamos são considerados cancerígeno. Não existem testes obrigatórios para a maioria desses produtos tão pouco dos químicos mais usados dentro das nas nossas casas. Por não haver nenhum padrão de aceitação e nenhuma obrigação dos fabricantes em garantir que seus produtos são seguros, fica a critério de algumas organizações privadas que contam com pouco financiamento para conduzir testes que asseguram a segurança no uso desses produtos. Mesmo quando os resultados são divulgados e eles não são positivos, a batalha para divulgar que os produtos não são seguros brigam de frente com os investimentos publicitários das grandes empresas de cosméticos.

O escândalo sobre um líder de venda de batom vermelho recebeu pouca cobertura da mídia alguns anos atrás, demonstrando claramente o poder da indústria cosmética em manipular o que é divulgado publicamente. Imagine o poder que as grandes empresas de cosméticos tem para controlar essa censura indireta das notícias relatando os achados dos testes dos seus produtos. O orçamento publicitário é enorme. 

De acordo com Stacy Malkan, autora do livro Não Apenas um Rosto Bonito: O Lado Feio da Indústria da Beleza  (Tradução do livro de título original Not Just a Pretty Face: The Ugly Side of the Beauty Industry), o chumbo presente em cosméticos é especialmente perigoso porque eles são usados diariamente causando uma intoxicação no corpo.

Esses escândalos são cada vez mais comuns já que perguntas estão sendo feitas sobre a ética dos fabricantes, especialmente na indústria de cosméticos onde as campanhas de Marketing estão constantemente conectadas com a luta contra o câncer, mesmo sabendo que seus produtos são um dos maiores causadores da doença.

Em muitos países não existe uma rotulagem padrão e obrigatória para identificar ingrediente geneticamente modificados na comida que compramos; além disso, a maioria dos alimentos que estão na lista de “alimentos preocupantes” para a nossa saúde, recebem rótulos com letras minúsculas deixando para o consumidor a arte de decifrar o código misterioso presente na composição do alimento.

Assim como a nossa sociedade se torna cada vez mais globalizada, o uso de alimentos geneticamente modificados também se torna mais popular e as toxinas dos preservativos se tornam mais presente no nosso dia a dia. Isso tudo destroi de pouco em pouco o nosso desejo de viver melhor, de respirar um ar puro…especialmente quando colocamos uma “sopa tóxica de aditivos e conservantes na nossa pele e comemos uma estranha composição que normalmente é vendida como comida.

Pode ser mais caro, mais os alimentos orgânicos são comprovadamente melhor para você. Além disso, se você comparar o valor do alimento orgânico com outros gastos, como as vitaminas e suplementos que consumimos já que os alimentos não fornecem os nutrientes que precisamos, o preço extra pago nos orgânicos não chega a ser tão grande assim. Outros estudos também comprovaram que os legumes orgânicos chegam a ter cinco vezes mais nutrientes que aqueles cultivados em métodos não orgânicos.

Michael Pollan, autor do livro O Dilema do Onívoro, além de outros livros relacionados com alimentação, diz que se a comida é anunciada, ela não é mais comida e sim um produto manufaturado. Se a comida pode ser padronizada ela não é mais comida real, que por definição deve ser natural e saudável.

Parece então que a atual epidemia de obesidade é em partes o resultado de pessoas comendo porções maiores, já que os alimentos não fornecem os nutrientes necessários em seu original formato. Nessa perspectiva, alimentos orgânicos são na verdade mais baratos que não orgânicos já que precisamos de menos quantidade.

No MUDE você encontra cosméticos e produtos orgânicos de qualidade para você e toda sua família: www.mudeorganicos.com.br

Tradução adaptada do texto “Organic Cosmetics and food. What bother” publicado originalmente na revista Byron Body & Soul Guide, 2015, Gold Coast, Australia.

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados